Obrigado pela visita...

Poesia 2779 - Fragmentos gelados

a cor
reflete em seus olhos:
o cinza
da chuva fria que cai
da nuvem cinza que voa
da parede cinza que protege.

#

o som
que me acorda
que me aflige
vem de longe:
de um despertador digital que não acorda seu dono
de motores de caminhões potentes em subidas
de meu coração ebúlico
de meus pensamentos...

#

nenhum amor
nenhum
deve tirar teu sono.

a não ser que seja por calor...

#

frio.
camadas de roupas
que atrapalham
na urgência do xixi.

#

sem dinheiro.
dia catorze.
com dinheiro.
dia quinze.

a metade para a metade final do mês...

#

meio que metades:
salário
decisões
vida.

mas é um meio positivo...

#

zero grau!
nem positivo
nem negativo.
brincadeira que deixa os caipiras aflitos:
primeira chuva de gelo
primeira camada de gelo
primeira geada.


e primeira morte de um andarilho...

Jorge de Siqueira


Nenhum comentário:

Postar um comentário