Obrigado pela visita...

Poesia 2262 – Cega e secreta

Minha busca
- cega e secreta, Clarice? -
Não é minha
Só minha
Como achava que fosse.
Todos estão perdidos
Todos estão em busca
- cega e secreta? -
Todos estão confusos...

Insatisfação constante
Insatisfação contínua
Insatisfação completa
Insatisfação cega...

Culpar a quem?
A rotina sempre existirá
Mesmo que na mudança de endereço
Mesmo que na troca dos amores
Mesmo que nas rescisões repetidas.
Culpar a quem?
Olhe no espelho
E grite
Xingue
Faça caretas...

A culpa é sua!
Só sua!
E de mais ninguém...

A solução?
Não tenho
Nem pra mim
Muito menos pra você...

Olhe no espelho
E questione-se...

(Autoria: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário