Obrigado pela visita...

Poesia 2235 – Sede


Bebi água
Tinha gosto de veneno.
Tonturas
Temores
Tristeza.
Vomitei palavras rotas
Feri
Rasguei o silêncio.
O que bebi
Não saiu de mim.
Nem entrou.
Moldou meus passos...

Bebo veneno
Tem gosto de água.
Vinagre
Ácida
Cachaça.
Tudo parece água.
Venci.
Meus passos não marcam o chão...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário