Obrigado pela visita...

Poesia 2236 – Máquina defeituosa


Máquina.
Sinto-me máquina
Mecânico
Automático
Automatizado
Robô...

Tudo igual
Sempre igual
Como um programa
Ordens
Uns e zeros
Sempre do mesmo jeito...

E as dores?
E os pensamentos?
Falta de óleo
É provável que os arquivos estão corrompidos...

Uma máquina defeituosa...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário