Obrigado pela visita...

Poesia 100 – Cem


Minha poesia número cem.
Falar do quê?
Como fazê-la?

Poderia falar de amor,
Do que eu sinto por você,
Mas, não é isso que quero fazer...

Poderia falar de ódio,
De suicídio, como já fiz outras vezes,
Mas não é isso que vou fazer...

É uma poesia especial,
Poderia citar nomes:
Joãos, Marias, Madelenas,
E me comprometer pra sempre...

Poderia citar lugares,
Situações,
Verdades e mentiras,
Mas não pretendo fazer isso...

Só queria fazer a minha última poesia
Sem pressão, sem seguir dogmas ou regras,
Sem me tornar piegas,
De uma forma inteligente e racional,
Com palavras proféticas,
Sensíveis e fortes...

Vou desistir.
Acho que não vou conseguir...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário