Obrigado pela visita...

Poesia 78 – Folhas



Folhas caem
Das árvores,
Dos olhos que choram,
Da sua vida,
Da minha...

Como podemos ser felizes
Com tantas folhas no chão?
Cinzas, secas, espalhadas...

Folhas afiadas como gilete,
Que cortam
Meus pés, minhas mãos, minha língua,
Proíbem de falar o que quero
Proíbem o êxtase
O orgasmo...

Como posso ser feliz, meu amor?
Você não está aqui
Não me procura mais
Não existo?

Como posso ser feliz se não sou nada?
Sem você, sem nada...
Como posso ser feliz?

As folhas levam, sopradas pelo vento,
Toda a minha alegria...
Inverno, chegue logo,
Traga segurança para as folhas,
Que mesmo congeladas,
Ficam estagnadas,
À espera da próxima tempestade
Que nos faça mudar
Que nos faça voar
E procurar nosso lugar
Nesse mundo injusto,
Mas que continua a nossa única opção...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário