Obrigado pela visita...

Poesia 50 – HIV



Agá i vê
Nome assustador
Que ao ser escutado apavora
E emudece os ouvintes
Nos fazendo perceber
Que a morte está presente...

Depois de uma noite de amor
Com direito a tudo, claro,
Sexo normal, entre parceiros fixos,
Sexo anormal, entre estranhos...

O mal uso do prazer
A vontade de sentir a alma
O orgasmo procurado
Sem intermediários
Sem interrupções
Com aprovação...

E a síndrome está presente
Ninguém sabia, claro,
Estava tudo bem,
Mas, a deficiência vai aparecer.
E agora não só em mim ou em você
Mas, em todos nós...

O prazer, a química mudando minha mente
O orgasmo que está presente
A vergonha em se proteger
A morte se aproxima e cumprimenta.
Silenciosa e sorrateira
Ela te pegou.
Adiantou seus dias
Diminuiu seu prazo.
Faça suas malas
O motor está ligado
A motorista está chamando.

Boa viagem!

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário