Obrigado pela visita...

Poesia 49 - Eu sinto frio


Sinto frio
Quando não me abraças
Quando te afastas e nem me escutas
Quando me deixas em solidão...

Sinto frio
Quando não me entendes
Quando reclamas
Quando me ignoras
Fechando seus olhos,
Seus ouvidos, sua alma...

Sinto frio
Sempre que vais
Para o braço de outro alguém
Que te sugas, como um morcego,
Um vampiro ou um Drácula,
Esvaindo sua energia
Que seria minha...

Sinto frio
Em te imaginar em outros braços
Em saber que beijas outro
Em saber que não ficarás comigo
Como combinamos um dia
Há muito tempo atrás...

Sinto frio
O frio que Deus me deu
O frio que tenho dentro de mim
Na forma de uma muralha
Inquebrável, intransponível,
Na qual bates com teu martelinho
Tirando lascas, fazendo rachaduras...

E quando me sinto esquentando
Chega novamente o inverno
E palavras, como raios gelados,
Consertam as rachaduras
Refazem os buracos que tirastes com tanto trabalho
E eu volto a ser geladeira

E eu volto a ter frio...

Eu ainda sinto frio...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário