Obrigado pela visita...

Poesia 48 - Nossos medos


Barata e animais peçonhentos
Pessoas e imitadores de amigos
Patrões e a sociedade
A vida como um todo...

Temos medo de tudo que nos cerca
Da altura do viaduto
Da velocidade do trânsito
Dos lugares escuros
Que temos que passar...

Alguém mal encarado
Os preconceitos que carregamos
Lugares que temos que ir
Pela primeira vez
Pessoas superiores
Que tememos por sentirmo-nos inferiores...

Alguns não assumem nunca
Outros declaram abertamente
Homem tem medo da força
Mulher tem sensibilidade
E isto tudo nos trai
Na hora que o medo invade...

Medrosos e corajosos se contradizem
Na hora da necessidade
Uns viram guerreiros
Coisa que sempre evitaram
Pegam nas armas e reagem
Surpreendendo a todos;
Outros se escondem
Fingindo algo diferente
Seus músculos servem pra fuga
Sua força não existe mais...

Como tudo na nossa vida
Opostos que se atraem
Necessidades que temos...

Momentos que devemos explorar
Momentos sem preconceitos
Sem traumas que devemos reconhecer
E viver...

Corajosamente
Transpondo barreiras, fugindo da raia
Com coragem e com medo
Mas viver...

Apenas viver...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário