Obrigado pela visita...

Poesia 39 - Bruxa


Bruxa,
Você me enfeitiçou...
Assim que cruzamos o olhar,
Senti algo diferente em mim,
Como se algo me falasse que o momento chegou,
Ou que o fim da jornada chegou...

Bruxa,
Seu feitiço é perigoso
Faz um homem perder a estabilidade,
A insegurança chega junto
Transformando-nos, de fortes em fracos...

Bruxa,
Toma mais cuidado com isso,
Quando fores deixar seu pós mágicos caírem
Veja bem sobre quem eles pousarão,
Porque é complicada a vida,
E nem sempre os caminhos são os mesmos...

Os caminhos de uns têm pedras,
Outros caminhos são rochosos...
Mas, cuidado, bruxa,
Cuidado pra não colocar asas em mim,
E eu passar voando,
Sobre caminhos já trilhados,
E, de repente, quando me tirares as asas,
Eu já estiver acostumado
E não conseguir mais caminhar nas trilhas,
Que agora ando descalço...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário