Obrigado pela visita...

Poesia 02 - Tão complicado


Penso de um jeito que só eu sei,
Parece que estou em outro planeta.
Enquanto vejo tudo dando certo
Enquanto vejo tudo colorido
Todos vêem as coisas em cinza...

E o contrário também acontece:
Quando todos estão felizes
Eu sei que algo ruim está para acontecer...

O que será, meu Deus, que acontece?
Por que me deste este dom
De ser diferente num mundo tão igual?

O dom de ser diferente
De ser contrário
E de acertar quase sempre...

Mesmo sendo pessimista...

Por que me fizeste acreditar no impossível
E desconfiar da pedra que está na minha frente?
Como um Tomé, ver para crer.
Como um Tomé ao contrário
Crer, sem crer...
Ver, sem crer?
Crer?

Crer, em quê, meu Deus?
No fim das coisas a cada momento?
Acreditar no início? Qual início?

O dia sempre começa prometendo alegria...

Mas eu só penso na noite, meu Deus,
Na escuridão da noite
Que me promete o fim do dia...

Em meus desejos,
O dia jamais deveria ir embora...

Meu Deus, eu quero dia, quero luz.
Quero uma estrela brilhando onde eu estiver
Para que a escuridão não chegue jamais
E eu possa ser feliz...

Feliz por ter uma estrela a me guiar...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário