Obrigado pela visita...

Poesia 2680 - Cravejado por palavras

enquanto atirei balas doces
você disparou palavras.

no paiol
nietsche e freud te ajudavam a carregar sua língua
que disparava palavras
que me rasgaram o cérebro
o consciente
o inconsciente
minha integridade
minha personalidade
minha vontade
minha saudade
minha idade...

agora
ultrapassando caminhões a cento e vinte por hora
olhos seus enormes pneus
e penso em resolver tudo
apenas mudando a rota.


“e você sofre por ver que todos são felizes independente de sua presença...”

jorge leite de siqueira



Nenhum comentário:

Postar um comentário