Obrigado pela visita...

Poesia 2652 - Poesia viva

poesia do jorge
vive intensamente
e aos poucos.

não morre
como outras
de outros poetas.

vive
entra nos poros
corre nas veias
circula no cérebro
vasculha o coração.

vive
em água salgada
em água doce
e na seca.

vive
em mim
em você
nela
nelas.

a poesia do jorge
foi solidão
multidão
chegada e partida
ódio e amor.

agora é vida.

oxigênio nos pulmões
árvore brotando flores
lua em eclipse
olhos arregalados.

copo de uísque
na mesa do bar
em 1920.

é tequila
é suco
é remédio
é veneno.

a poesia do jorge vive
e viverá
enquanto houve ar

em seus pulmões...

jorge leite de siqueira


Nenhum comentário:

Postar um comentário