Obrigado pela visita...

Poesia 2562 - Fragmentos de ficções reais

1
qual panetone abro?
o mais caro?
o mais simples?
o barato?

depende da visita...

2
é para pensar:
você está doente
terminal
não sabe quanto tempo de vida
o que quer de presente?

3
e se
lá embaixo
(embaixo de mim)
o povo
(no apartamento de baixo)
esquecer o gás aberto?

bum!

4
fiz cinqüenta anos
mudei a data do facebook
não recebi parabenizações.

não tenho amigos?

o que fazer?
excluir quem não se lembrou.
não são amigos.

fiquei sozinho no facebook...

5
cinqüenta anos
só mais dez de vida
dez
uma dezena.

autopiedade?

minha avó tem 94
minha mãe 75
então viverei mais do que dez?

meu pai morreu aos 52
meu avô aos 62
então viverei menos?

vamos lá
na média:
só tenho dez anos de vida.

preciso viver bem...

6
o tempo passa
quer você queira
quer você não queira.

ontem
faltavam trinta dias
hoje
é o dia.

e amanhã chega daqui a pouco...

7
- acorda, jorge!

não!
não quero!
e se tudo for um sonho?

8
e se
tudo isso
a vida
for o sonho de alguém
que já já
vai acordar?

9
e se não for sonho
e for
outra dimensão?

10
e se não for sonho
e se
estivermos mortos
todos mortos
e vivemos
como vivos?

que decepção de vida, hein?

11
pensando:
- chefe, josé quer falar contigo.
- diga que estou em reunião.

e agora?
crente
não posso mentir.

e agora?
vou para o inferno...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário