Obrigado pela visita...

Poesia 2563 - Tempo em mim

o tempo
parado na carteira no bolso
na conta do banco
nos bens imobilizáveis.

o tempo
parado nos amores
nos beijos estalados
nos afagos e carinhos
nos corpos em ninho.

o tempo
parado nas fotos imaginadas
nos planos incontáveis
nos projetos
nos sonhos.

o tempo
parado em tudo
só não
no espelho
quando vejo meu pai
me invadindo
e se tornando nós.

o tempo
parado
em tudo
menos em mim.
 
JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário