Obrigado pela visita...

Poesia 2549 - Máquinas

somos robôs.
vivemos
dependendo
de máquinas
e seus programas.

onde está a pele?
onde está o calor?
onde está a voz?

autômatos
é o que somos
sorrindo
felizes
virtualmente felizes.

ou pior
não sorrimos mais
as máquinas nos substituíram.

=)
 
JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário