Obrigado pela visita...

Poesia 2476 - Sem tirar nem por

o que sou?

em testes
sigo
vivendo
dando cabeçadas
- inevitáveis -
que me fazem recuar.
 
e erro após erros
finais após finais
a vida me mostra
que ainda não estou pronto.

de quem é a culpa?
da vida
que me fez assim
cheio de defeitos.

um saco de aberrações.
eu.
sem tirar nem por...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário