Obrigado pela visita...

Poesia 2414 - Ossos


Ossos

Ossos
músculos
gordura
regados por sangue.

Esse sou eu.

Um corpo?
Quê mais?
Mais nada.

Cabeça acabou
esqueceu tudo][
o ontem
tudo.

Ah, já sei quem sou!
Sou o presente...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário