Obrigado pela visita...

Poesia 2386 – Fugindo


 
Corro.
Corro depressa.
Corro sem parar.
Atropelo
Sempre
Quem cruza meu caminho.

Sou amado
E odiado.
Em minha fuga.
Amigos
Colegas
Que cruzam meu caminho.

Vivo rápido.
Sem rumo.
Vivo em fuga.
Morro em fuga.
De que fujo?
Do tempo.
Da vida.
Da morte...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário