Obrigado pela visita...

Poesia 2278 – Anjos

Um anjo me dá
Outro me toma.
Sobram-me coisas
Falta-me vida.
Conflitos...

Roda minha cabeça
Dói-me tudo sem motivos
Pensamentos me confundem...

Quero ir!
Só não sei para onde.
Quero ir
Fugir
Sumir
Mas espero o amanhã...

Que anjo me trará o caminho?
Ou me tirará o resto de esperança de tenho?

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário