Obrigado pela visita...

Poesia 2296 – Estrelas invisíveis


Nessa manhã fria
Há o sol
Intocável
Que me toca...

Onde estão as estrelas que há pouco estavam aqui?
Insensível Sol
Egoísta
Com tanto azul...

Fito-as (invisíveis)
E vejo meus heróis:
Luis Siqueira
Raul, Renato,
Quintana, Vinícius,
Que brilham
Como as estrelas invisíveis...

Sou como vocês:
Invisível enquanto há luz...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário