Obrigado pela visita...

Poesia 2244 – Poderia ser um sonho


Não fosse o vento, o silêncio, a escuridão
Não haveria testemunhas
De nossos beijos lascivos
De nossa vontade perene...

Não fossem os pássaros, as nuvens, os coqueiros
Ninguém saberia
De nosso amor eterno e frágil...

Não fosse teu cheiro, teus gemidos, o brilho dos olhos
Eu não me lembraria mais
E acharia que tinha sido um sonho...

E quando eu não me lembrar mais?


(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário