Obrigado pela visita...

Poesia 2229 – Programação Normal


O arrepio
Desce pela coluna
Medo
Coragem
Abaixo-me
Espero o estrondo
Que nunca chega
Apesar dos gritos...

Há frio.
Não sinto nada
Só sono.
Nem sono
Pois durmo
Eternamente
Até ser lembrado
No jornal nacional
Como estatística...

Mais um assalto.
Mais uma morte.
Continua a violência...

E continua a programação normal...


(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário