Obrigado pela visita...

Poesia 2167 – É assim que será?


Um zumbido me incomoda toda a noite.
Todas as noites.
E me traz fantasmas...

Ah, admiro os fantasmas,
Mas eles não me deixam dormir...

Concentro no quadro azul
Tento afugentar os fantasmas
Mas eles são fortes
Não me deixam
E ficam falando baboseiras para mim...

- Ei, lembra-se disso?
- Ei, já esqueceu daquilo?
- Ei, suponha que isso?
- Ei, e se fosse assim?

E eu que não quero mais conjecturas
Vivo sonhando acordado de olhos fechados
E me revirando
Lutando contra vozes estranhamente conhecidas
Fugindo de rostos estranhos que já vi...

É assim que será?
É assim que sempre será?
É assim?

Quem me dera fosse louco...


(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário