Obrigado pela visita...

Poesia 121 - Adeus


“Adeus também foi feito pra se dizer...”
Foi bom enquanto durou.
Na verdade, nem tão bom assim,
Podia ter sido muito melhor...

Se fôssemos mais corajosos
Poderíamos ter acabado antes
E aí sim estaríamos muito melhor...

Soubemos começar
Mas não soubemos como acabar
E o tempo passa
E desgasta
E as críticas vêm junto com a desilusão
E a comparação de que sempre será assim...

Se comigo está ruim é normal,
Mas com outro vai ser igual...?
Não, não vai...
Porque ninguém é igual
E se eu tenho defeitos
Outros podem não tê-los...

Ou vice-versa...

Boa sorte, saiba que torço por você.
Quer dizer, nem tanto assim,
Eu torço mais é por mim...

Sucesso em teu novo mundo
De liberdade e diversão
De amor sem solidão
Porque, como dizia Cazuza
Solidão a dois é pior do que sozinho...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário