Obrigado pela visita...

Poesia 69 - Calor


Estou derretendo
Neste calor infernal
Onde a roupa é um acessório imoral
Que me enoja e adoece
Tenho vontade de rasgá-la
E ficar nu...

Estou derretendo
E você me fala em praia?
A inveja me bate na hora
Água salgada, cerveja gelada,
Barracas, mulheres, biquínis,
Liberdade a perder de vista...

Estou derretendo
Vou abrir minha skol.
E quando isso acontece eu fico legal,
A mente adormece
Cabeça viaja
Vou até onde quero...

Mas, nesse momento,
Tudo o que quero é skol,
Piscina e sossego,
Ficar à vontade,
Conversar e ler
Esquecer da vida
E até de você...

Estou derretendo
Até quando não faço nada...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário