Obrigado pela visita...

Poesia 2522 - Sono

meu sono
(estranho)
não vem mais.
quando vem
demora
e se vai rápido.
me deixa assustado
(desperto)
esperando-o voltar.
mas não volta.
quando volta
(se volta)
visita rápida
me deixa
gordo
velho
cansado.

sono
quero me casar contigo.
vem!
dorme comigo...
 
JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário