Obrigado pela visita...

Poesia 2437 - Palavras secas



Palavras secas
semeadas
em mente fértil
aridam-na
infertilizam-na.

Palavras
insensíveis
infelizes
impensadas.

Rachaduras
no solo mental outrora fértil
e morrem brotos
ressecam sementes.

Palavras secas
duras
e desfazem planos
acabam projetos
enterram sonhos.

Palavras secas
que nunca deveriam ser ditas.

O mal
é o que sai
da boca...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário