Obrigado pela visita...

Poesia 2373 – Há o nada


Há um nada aqui:
O silêncio
A pausa da música
A nulidade do momento...

Há um nada no mundo.
E você é um nada.
Ao meu lado, nada.
Comigo, nada.
Você...

Perco a imaginação
Encontro-te
No silêncio
Na busca dentro de mim.

E tudo volta a brilhar...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário