Obrigado pela visita...

Poesia 2375 – Corre, Jorge!


Corre, Jorge, corre!
Seja rápido!
Daqui a pouco a morte chega
E o tempo já passou.

Pra quê a pressa, Jorge?
Relaxa!
Daqui a pouco a morte chega
E o tempo já passou.

Anjo e demônio.
Consciência.
Gostaria de ser criança.

Tempo, Tempo, Tempo.
Deus cruel...


JORGE LEITE DE SIQUEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário