Obrigado pela visita...

Poesia 2334 - Você me estragou



Tá.
E agora?
O que eu faço?
O chão tremeu definitivamente
E o sonho acabou?

Sonho?
Acabou?
Que sonho?
Só se acaba o que começa...

Você me estragou...

Antes eu tinha pelo menos esperança.
Sabe aquele bla bla bla?
E agora?
Não tenho mais nada...

Tenho a lembrança, tudo bem.
Mas, lembrar é pior.
Sabe a Esmalteria?
Sabe a Fisioterapia?
Sabe a Xuxa, cadela da vizinha?
Você se lembra...

Por isso digo que você me estragou...

Não concorda?
Vamos nos aprofundar então nos fatos...

Sabe o que são fotos?
Todas as que você tirou?
O que faço?
Apago do computador?
Deixo guardado em DVDs?

Tá, vamos nos esquecer das fotos.
Mas, e quando alguém diz Ouro Preto
Em que vou me lembrar?
Igrejas?
Aleijadinho?
Ladeiras?
Pão de queijo?
Que nada!
Vou me lembrar de você...

Por isso eu digo mais uma vez: você me estragou...

E não é só isso.
Tem Gramado
Tem vinho
Tem pizza na bruxa
Tem Canelas...

E tem rococó...

Quer falar de Holambra?
De Vinhedo?
De Santa Bárbara nem vou comentar...

Ah, deixa pra lá,
Vamos ler um livro...

Qual?
Mário Quintana?
Nunca mais serei o mesmo
Depois que você me apresentou Mário Quintana...

E Fernando Pessoa?
Vejo um livro
Leio um poema
(qualquer um, juro, qualquer autor)
E com quem quero compartilhar?
É, nem vou falar que é contigo...

Você me estragou...

Chocolate quente?
Quer?
Tem que ter pão de queijo?
Aham.
E caranguejo?

Você me estragou...

Mas nem estou com raiva.
Foi um estrago legal.
Eu não sei onde você me fez mal...

Não estou triste
É como se eu soubesse do fim inevitável...

É como se eu fosse vidente...

Os planos do futuro têm que mudar.
Acho que brinquei um pouco
Não levei tão a sério
Como deveria levar
Mas eu fiz planos
Malucos
Mas continuam sendo planos...

Tenho que rever os rascunhos...

Uma decisão:
Vou ficar só a partir de agora.
Estou com medo
De que aconteça tudo de novo...

É menor o risco...

Não combinamos.
Tenho certeza disso.
Eu sou muito céu
Você é muito terra.
Você é pólo positivo
Eu sou negativo.
Eu ando
Você vive correndo...

Ah, eu sou organizado e especial.
Isso não vou esquecer...

Mas a vida é assim
Ondas
Que vêm e vão...

Amanhã será outro dia...

Agora
Um som
Para alegrar o ambiente:
Oswaldo Montenegro?
Chico Buarque?

Você me estragou...

Vou assistir TV.
Ah, não, ta passando House...

Você me estragou...

É melhor eu dormir.
Nesse cobertor amarelo e azul?
Lembro-me de você e do gato
Em carinhos felinos...

Você me estragou...

Melhor dormir
E sonhar.
Sonhos?
Ah, não.
Você me estragou...

Eu sou puro trocinho morto de estragado...

Escrito por Jorge Leite de Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário