Obrigado pela visita...

Poesia 2787 - Era (novamente) pra não ser

era.
mas não foi.

de novo.

o novo
não era novo.
era mais um!
era mais uma!

e foi.

como uma onda – novamente.
maré baixa – novamente.
indo, indo, indo.
e foi.

de novo, foi.

era casa, era jardim...”

Jorge de Siqueira



Nenhum comentário:

Postar um comentário