Obrigado pela visita...

Poesia 2777 - História de fantasmas

as gotas
batem na janela
num barulho confortável.

dá sono.

mas, e os fantasmas?
molhados, não me deixam dormir.
vai um
vem outro.

brincam com meus neurônios
esperando o comprimido
que os fará dormir.

passado é uma história que os fantasmas vivem nos contando...

Jorge de Siqueira




Nenhum comentário:

Postar um comentário