Obrigado pela visita...

Poesia 2463 - Neurótico

medo de andar.

de ir
de ficar
de correr
de parar.

medo de morrer
de viver.

medo de amar.

de sofrer
de fazer sofrer.

medo de solidão.

deixe-me.
essa paranóia é minha
só minha.

não temo a paranóia...
 
JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário