Obrigado pela visita...

Poesia 2366 – Quem atira nunca alcança


Quem?
Atira?
Nunca?
Alcança?
Quem atira nunca alcança...

Era uma vez
Um rio.
Era uma vez
O mar.
É a vez da televisão...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário