Obrigado pela visita...

Poesia 10 - Como um filme


A minha vida é um filme
Com tantos personagens e locações
Com tantos encontros e desencontros
Com tantos desdobramentos...

Às vezes acho que é uma tragédia
As coisas acontecem sem estarem seguindo um roteiro
Mas o final nunca é tão trágico assim...

Às vezes vira comédia, em outras vira terror,
Sofrimentos e prazeres passam voando pelos meus dias
Trazem crescimento e derrubam na mesma proporção...

Amores, sexo, drogas e rock and roll
Se misturam em noites e dias mal dormidos
Mas, bem vividos.
Trabalho, romance, aventura e balada,
Partes que compõem o meu dia-a-dia
Trocando figurinos e maquiagem
Rotineiramente na minha vida...

Acendo um cigarro,
Pego meu uísque,
Dão close-up.
Captam a minha bebida preferida,
Marketing subliminar...

E nesses dias de filmagem
Cansado, a correria é enorme
Vou contando os dias esperando a estréia
Pra ver com quem vou ficar no final
Pra saber como vai ser o final
Pra entender como vou morrer no final...

Afinal...

(Autor: Jorge Leite de Siqueira) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário